Tudo sobre minha mudança para Belo Horizonte – parte 1

Oi povo! Como alguns sabem, estou morando em Belo Horizonte há pouco tempo, 2 meses para ser exata. A cidade é maravilhosa, mas sinto muita saudade de casa, da família, dos amigos e da minha linda cidade, Salvador.

A saga começou quando eu e o boy viemos para beagá visitar amigos e para conhecer a cidade. Passeamos um pouquinho e já adoramos tudo. Fiquei muito encantada coma estrutura, a cultura e o modo de vida e, principalmente o clima, friozinho e perfeito até mesmo nos dias mais quentes. Ok, voltamos para Salvador e percebi que já não curtia tanto a minha cidadezinha como eu curtia antes, tipo, na minha cabeça Salvador estava muito chata e sem atrativos, sempre a mesma coisa, odeio mesmice!

Tomamos a decisão

Deu a loucura! Começamos a procurar oportunidades de trabalho, verificamos se na cidade tinha um polo da faculdade (faço EAD), nossos amigos toparam nos receber por um tempo, conversamos para saber se realmente teríamos condições de ir, como iriamos viajar, o que poderíamos levar.

O primeiro ponto era: ir de avião ou de carro? Ir de avião seria mais rápido e seguro, mas não poderia levar todas as nossas tralhas. Sim, cogitamos pegar a estrada, mas a nossa família e algumas pesquisas na internet nos fez desistir, apesar de poder levar tudo que queríamos, era muito perigoso, principalmente de lá para cá. Então começamos a cotar uma transportadora de veículos. Putz, pesquisamos muuuuito e entregamos o carro com a promessa de que chegaria com 10 dias, um dos prazos mais curtos de entrega. Depois vou escrever um post contando toda a nossa experiência com a transportadora.

O dia da viagem

Lembro que viajamos em um domingo à tarde pela Azul, o ar condicionado estava gelando perfeitamente, a TV passava um dos meus programas favoritos: Exxxxxquenta. A viagem foi meio triste por que só quando estávamos lá em cima que percebemos o lado ruim da nossa escolha, a saudade. Estava saindo de casa, pela segunda vez. Era definitivo.

Em solo mineiro

Quando chegamos o clima já não estava tão fresco assim e eu estava derretendo de calor. Amém, tudo que eu não queria era morrer de frio logo no primeiro dia. Fomos para a casa dos nosso amigos e seguimos a vida. Logo na primeira semana fui ao supermercado, me deparei com preços absurdos de alguns alimentos que era o triplo do preço oferecido nas prateleiras de Salvador. Alguns dias depois, tomei uma multa por trafegar em posta exclusiva para ônibus, foi descuido, assumo!

Um longo mês se passou e muita coisa aconteceu. Eu procurei emprego e continuo procurando. Com essa crise está muito difícil, viu! Também estava procurando apartamento para alugar e sofremos um pouco com preços muito elevados, condições fora da realidade e atendimento, em muitas vezes, muito ruim. Também vou escrever um post dedicado a esse momento que foi muito complicado, mas que tiveram detalhes importantes para compartilhar com vocês.

Nosso apê

Alugamos um apartamento com mobília básica e em um bairro legal, com tudo que precisamos bem pertinho. Me identifiquei muito com o apartamento e com o bairro que é bastante tranquilo e seguro. Como temos pouco tempo de moradia, ainda estamos fazendo alguns reparos importantes para deixar o cantinho com a nossa cara.

Espero muito que tenha gostado! Gostei muito de dividir essa grande mudança da minha vida e na vida de Jordan com vocês. Ah, se quiser, pode comentar! 😀